Publicado em Deixe um comentário

Chá Verde x Pressão Alta

Você sabia que o chá verde reduz eficácia de remédios para a pressão alta?

Uma pesquisa japonesa aponta que chá verde reduz em 75% a eficácia do nadolol, utilizado para pressão alta, problemas no coração e enxaqueca.

O chá verde é uma das opções de bebida mais saudável para hipertensos, já que estudos indicavam que ele ajudaria na redução da pressão arterial. No entanto, uma pesquisa da Universidade de Fukushima, no Japão, apontou que a bebida pode ser perigosa para quem está se tratando com medicamentos: ela reduziu a quantidade de nadolol, droga utilizada por hipertensos, na corrente sanguínea em 75%.

Para chegar ao resultado, pesquisadores japoneses testaram o efeito da bebida combinado com doses diárias de nadolol. Dez homens e dez mulheres saudáveis foram medicados duas vezes ao dia durante duas semanas: uma vez após beber cerca de dois copos de chá verde e outra após ingerir água potável.

A quantidade da droga na corrente sanguínea apresentada após a ingestão do chá verde era três quartos inferior aos níveis encontrados nos testes com água. O que significava que o remédio, também utilizada para tratar angina, batimentos cardíacos irregulares e prevenir enxaquecas, é menos eficaz após o consumo da bebida.

Os cientistas acreditam que os químicos do chá verde impedem que o nadolol seja transportado do intestino para a corrente sanguínea, onde ele atua. Apesar de terem testado apenas o nadolol, os pesquisadores acreditam que a bebida pode causar o mesmo efeito com a fexofenadina – um medicamento anti-histamínico utilizado no tratamento da rinite alérgica e sintomas alérgicos similares.

Em artigo publicado na revista “Clinical Pharmacology & Therapeutics”, a equipe de cientistas afirmou que “pacientes que precisam do nadolol para controlar sua pressão devem evitar o chá verde”. Eles também alertaram que pessoas que fazem uso regular de medicamentos devem conversar com seus médicos caso bebam chá verde com frequência.

 

Fonte:  O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *